Publicado por: vanuzacolombo | 15 de janeiro de 2013

Respondemos Suas Dúvidas a Respeito da Pastoral de Casais em Segunda União

logo-pcsu1

Estamos acolhendo mais casais em segunda união em nossa Paróquia Santa Tereza D’Ávila em Ibitinga SP.
Se você conhece algum casal que queira fazer parte desta grande família de irmãos de fé, por favor encaminhe este e-mail.

Abaixo o link para que imprimam a ficha de inscrição e entreguem na secretaria da Paróquia.

http://segundauniaonews.com/2012/12/01/baixe-aqui-a-ficha-de-inscricao-para-participar-da-pastoral-de-casais-em-segunda-uniao/

E no link abaixo você encontra um canal aberto para tirar todas as suas dúvidas:

http://ask.fm/pcsegundauniao

Estamos aguardando com carinho.

Casais Missionários

Publicado por: vanuzacolombo | 14 de janeiro de 2013

Primeira Parte do Tempo Comum “Ano C”

18-06-2012.104453_tempocomum

1ª Parte do Tempo Comum

Terminado o Tempo do Natal com a Solenidade do Batismo do Senhor, a Igreja começa a caminhar como O Povo de Deus caminhou no deserto durante quarenta anos rumo a Terra Prometida.

Nem só de festas e solenidades vive a espiritualidade da Liturgia, mas o dia a dia, a rotina, a Constância, traçados pela esperança e perseverança na caminhada.

O início do tempo comum acontece na segunda-feira, após o Batismo de Jesus e o término da comemoração ocorrerá na véspera da quarta-feira de cinzas.

A espiritualidade visa a esperança e escuta da palavra e o ensinamento baseia-se no anúncio do Reino de Deus.

A cor a ser utilizada será a verde, com exceções de dias comemorativos ou festivos de Santos ou Eventos Litúrgicos.

O aspecto mais forte deste tempo é a comunidade reunida para celebrar sua fé, tendo o Domingo como a Páscoa semanal, onde a Igreja, Povo de Deus, caminha junto com o seu Senhor Ressuscitado.

Espiritualidade e símbolos

Este longo período compreende 33/34 semanas.

O tempo comum começa no dia seguinte à festa do Batismo do Senhor e vai até a terça-feira de carnaval, inclusive. Interrompido pelo ciclo pascal.

Os primeiros domingos do tempo comum são marcados por um clima de manifestação do Senhor, da sua missão no mundo e do chamado dos discípulos. A atitude destes domingos é sugerida pela voz do Espírito que desceu sobre Jesus nas águas do Jordão: “Tu és meu Filho querido, o meu predileto”!

Contemplamos Jesus como o iniciador do reino.

Além do domingo, como festa semanal, celebram-se nesta primeira parte as festas da apresentação do Senhor e a festa da conversão do apóstolo Paulo.

Sentido

O domingo é a páscoa de cada semana, dia da reunião da comunidade para escutar a Palavra e fazer a Ceia em Memória da Morte e Ressurreição de Jesus.

Símbolos que nos mostram como viver bem este tempo

O gesto simbólico que caracteriza o domingo como dia memorial da páscoa é sempre a reunião da comunidade em torno da Palavra e da Santa Ceia.

O evangelho de cada celebração às vezes inspira um símbolo ou gesto simbólico que marca um determinado domingo.

Para ressaltar a dimensão pascal do domingo, está previsto oração e aspersão da água (no lugar do ato penitencial).

Há ainda as músicas que expressam o sentido de cada domingo.

Deixar-se conduzir pelo Espírito Santo de Deus, que nos guiará pela Palavra proclamada em cada liturgia;

Fazer crescer em nós o sentido de comunidade-Igreja, povo reunido para celebrar sua fé, que caminha como a grande família de Deus rumo a Terra Prometida: O Céu;

Centralizar a sua vida e pratica da fé no Mistério Pascal de Cristo que se realiza na Comunhão em espírito com Deus através da Palavra, nos Sacramentos e plenamente na Eucaristia;

Adestrar os sentidos para colher a Vontade de Deus nos pequenos gestos, nas coisas simples do dia a dia e na prática comum da fé e da caridade.

As celebrações festivas da Virgem Maria e dos Santos nos finalizam a fidelidade de Deus e daqueles que nos precederam nos mistérios da nossa fé.

Celebrar o Tríduo do Senhor Crucificado, Sepultado e Ressuscitado.

Fazer a prática do jejum durante a quaresma. (40 dias)

Procurar reconciliar-se com quem está distante de seu coração por algum motivo ou mágoas passadas.

Fazer penitência por alguém, colocando neste período algo de que é penoso para você, como por exemplo, visitar doentes em hospitais.

Participar da Celebração da Quarta-feira de Cinzas.

Relembremos como está disposto o Ano Litúrgico:

Na segunda-feira após a comemoração do Batismo do Senhor, entramos na primeira parte do tempo comum, que vai até a véspera da quarta-feira de cinzas.

No início todo domingo era dia de Páscoa.

No século I a Páscoa começa a ser celebrada anualmente.

No Século IV, além da vigília Pascal, é celebrado o Tríduo do Senhor Crucificado, Sepultado e Ressuscitado.

O jejum de dois dias (Século III) passa a ser de uma semana, e depois, de 40 dias.

Tempo de preparação dos catecúmenos para o batismo.

Tempo de reconciliação e penitência. Disso restou o costume da imposição de cinzas na quarta-feira em que inicia a quaresma.

Foram apresentadas as comemorações da Ascensão e de Pentecostes. Estava formado o ciclo pascal.

Nessa época é definido no ocidente o dia do Natal. Essa data foi tomada de empréstimo da festa do sol, uma festa pagã. Os cristãos viam em Jesus o verdadeiro Sol de Justiça.

Estava se formando o ciclo de natal.

Estes dois ciclos festivos são as colunas mestras do Ano Litúrgico.

Na Idade Média são introduzidas as seguintes festas dogmáticas:

Santíssima Trindade (1000),

Corpus Christi (1246),

Sagrado Coração de Jesus (1756) e

Cristo Rei (1925).

Além disso, Maria e os santos também têm seu lugar na liturgia. Desde muito cedo os cristãos veneravam aqueles que pelo martírio haviam se tornado testemunhas de Cristo.

Desde o Século II São Policarpo de Esmirna já era venerado na liturgia. Depois vieram os apóstolos e todos os que haviam sido perseguidos por causa do nome de Jesus.

O centro e a fonte de todo o Ano Litúrgico é o mistério pascal de Jesus Cristo.

 Vanuza Colombo

Publicado por: vanuzacolombo | 13 de janeiro de 2013

Batismo de Jesus

batismo_de_jesus

O tempo alegre do Natal se fecha e culmina com a festa do Batismo do Senhor. O servo santo e imaculado entra nas águas do Jordão. Associa-se ao cortejo dos pecadores. Caminha com passos decididos em direção de João.

Lucas assim  descreve o momento do batismo do Senhor:  “Enquanto ele rezava, o céu se abriu e o Espírito Santo desceu sobre  Jesus  em forma visível como  pomba. E o céu veio uma voz: Tu és o meu Filho amado, em ti ponho meu bem querer” (Lc 3,  22).

Temos diante de nossos olhos a figura  adorável do amado Filho do Pai.  Toda a vida do discípulo não consistirá em outra coisa senão de ouvir a voz do  Filho amado e a ela ser fiel.  Em seu  Batismo, Jesus se associa ao cortejo dos pecadores.  Se faz pecador conosco.

Jesus é, com efeito, um paradoxo.  É tudo e é nada. É grande e pequeno. É grande na pequenez. Tem fome,  mas monta a mesa de seu corpo para alimentar os  famintos. Tão cansado e tão exausto ele chama a si os desanimados e fracos e os recompõe e  restaura. Sofre toda sorte de desconforto e dá remédio aos sofrimentos. Em sua fragilidade se torna força.  A força de Deus está na fraqueza do Filho amado.

O Jesus que entra nas águas do Jordão, que se associa ao cortejo dos pecadores, santifica as águas… Todos os que mais tarde seriam batizados haveriam de mergulhar nas águas marcadas pela presença do Filho amado.

Belíssimas são as palavras que saem dos lábios de Cristo que se dirige a João, o Batista:  “Eu quero, João, aproxima-te e confere-me o batismo para que se realize a minha vontade. Não podes resistir à minha vontade; serei batizado por ti porque assim quero.  Tu tremes e, contra a minha vontade, não percebes que te pedi um batismo muito importante para mim.  Cumpre a obra para  a qual foste chamado.  Pelo meu batismo é que as águas serão santificadas, recebendo de mim o fogo e o Espírito. Se eu não receber o batismo, elas  não terão o poder de gerar filhos imortais.  É absolutamente indispensável que me batizes, sem discussão como te ordenei.  Eu te batizei no seio materno; batiza-me no Jordão”.

“Vinde, nações todas, ao batismo que confere a imortalidade. Esta é a água unida ao Espírito, que irriga o paraíso, fertiliza a terra, dá crescimento às plantas e faz os seres se reproduzirem. Em resumo, esta é a água  pela qual os homens recebem nova vida, com a qual o Cristo foi batizado e sobre  a qual o Espírito Santo desceu em forma de pomba”.

Fonte: Frei Almir Ribeiro Guimarães

Hoje se encerra o Ciclo do Natal!

Conduzido inicialmente pelo Casal Coordenador Cilene e Júnior do Grupo Nossa Senhora Rainha da Paz, que impecavelmente fizeram com que entendêssemos o Tempo do Advento com todo seu conteúdo, simbolismos e significados e encerrando com o Casal Coordenador Maria e Valdecir do Grupo Nossa Senhora dos Navegantes que fizeram como os mensageiros de Deus, nos anunciando a Boa Nova a cada Domingo.
Fiquem com o Ciclo Completo nos links abaixo:

Templo de Advento

Coroa do Advento
http://segundauniaonews.com/2012/11/30/coroa-do-advento/

I Domingo do Advento / Ano C “São Lucas”
http://segundauniaonews.com/2012/12/02/i-domingo-do-advento-ano-c-sao-lucas/

II Domingo do Advento / Ano C “São Lucas”

http://segundauniaonews.com/2012/12/09/ii-domingo-do-advento-ano-c-sao-lucas/

III Domingo do Advento / Ano C “São Lucas”

http://segundauniaonews.com/2012/12/16/iii-domingo-do-advento-ano-c-sao-lucas/

IV Domingo do Advento / Ano C “São Lucas”

http://segundauniaonews.com/2012/12/23/iv-domingo-do-advento-ano-c-sao-lucas/

Natal

Convite para “O” Aniversário!

http://segundauniaonews.com/2012/12/24/convite-para-o-aniversario/

Aniversário de Jesus – 2012 “A Festa”

http://segundauniaonews.com/2012/12/25/aniversario-de-jesus-a-festa/

Convite da Sagrada Família para a sua família!!

http://segundauniaonews.com/2012/12/27/convite-da-sagrada-familia-para-a-sua-familia/

Hoje é dia da Santa Mãe de Deus, Maria. “Um Convite Mais Que Especial!”

http://segundauniaonews.com/2013/01/01/hoje-e-dia-da-santa-mae-de-deus-maria/

Epifania

Carta Convite dos Reis Magos, Melchior, Baltazar e Gaspar.

http://segundauniaonews.com/2013/01/03/carta-convite-dos-reis-magos-melchior-baltazar-e-gaspar/

Apresentação de Jesus ao Templo e a Purificação de Maria

http://segundauniaonews.com/2013/01/10/apresentacao-de-jesus-no-templo-e-purificacao-de-maria/

Batismo do Senhor

No final da Celebração foram entregues as lembrancinhas do Batismo de Jesus – Dinâmica proposta pelo grupo da Pastoral de Casais em segunda União.

Vanuza Colombo

Publicado por: vanuzacolombo | 1 de janeiro de 2013

CONVITE: Pastoral de Casais em Segunda União – Ibitinga SP

logo-pcsu1

Pastoral de Casais em  Segunda União

de Ibitinga-SP

Paróquia Matriz Santa Tereza

Pe. Moacir

CARTA – CONVITE

Prezados Casais em Segunda União Estável

Paz e Bem,

Assunto: Encontro Paroquial Evangelizador

Nossa Paróquia, por meio de sua Pastoral Familiar, Setor Pastoral de Casais em Segunda União, promoverá no dia 11 de Fevereiro de 2013,  Encontro de Casais em Segunda União, no Salão Paroquial de nossa Matriz, com início às 20:00 horas e término previsto para às 21:00 horas.

Os objetivos do Encontro são:

1-     O acolhimento dos casais pela Igreja.

2-     O oferecimento de uma experiência de fé e vida comunitária.

3-     A formação de grupos, preferencialmente com o máximo de cinco casais, para sua inserção e participação na nossa comunidade paroquial.

A caminhada dos grupos é sempre acompanhada por um Casal Piloto, também em segunda união, já preparado para esta função de orientação e doação, dentro do que a condição de segunda união pode dentro da Palavra de Deus.

Em nossa secretaria também se encontra a FICHA DE INSCRIÇÂO, que poderá ser reproduzida na quantidade necessária para os casais interessados. Elas deverão ser preenchidas e devolvidas até 30 de Junho de 2013 na própria secretaria.

Nós, Bispos do Brasil em Assembleia Geral, nos dias 4 a 13 de maio, reunidos na casa da nossa Mãe, Nossa Senhora Aparecida, dirigimo-nos a todos os fiéis e pessoas de boa vontade para reafirmar o princípio da instituição familiar e esclarecer a respeito da união estável entre pessoas do mesmo sexo. Saudamos todas as famílias do nosso País e as encorajamos a viver fiel e alegremente a sua missão. Tão grande é a importância da família, que toda a sociedade tem nela a sua base vital. Por isso é possível fazer do mundo uma grande família.

A diferença sexual é originária e não mero produto de uma opção cultural. O matrimônio natural entre o homem e a mulher bem como a família monogâmica constituem um princípio fundamental do Direito Natural. As Sagradas Escrituras, por sua vez, revelam que Deus criou o homem e a mulher à sua imagem e semelhança e os destinou a ser uma só carne (cf. Gn 1,27; 2,24). Assim, a família é o âmbito adequado para a plena realização humana, o desenvolvimento das diversas gerações e constitui o maior bem das pessoas.

As pessoas que sentem atração sexual exclusiva ou predominante pelo mesmo sexo são merecedoras de respeito e consideração. Repudiamos todo tipo de discriminação e violência que fere sua dignidade de pessoa humana (cf. Catecismo da Igreja Católica, nn. 2357-2358).

As uniões estáveis entre pessoas do mesmo sexo recebem agora em nosso País reconhecimento do Estado. Tais uniões não podem ser equiparadas à família, que se fundamenta no consentimento matrimonial, na complementaridade e na reciprocidade entre um homem e uma mulher, abertos à procriação e educação dos filhos. Equiparar as uniões entre pessoas do mesmo sexo à família descaracteriza a sua identidade e ameaça a estabilidade da mesma. É um fato real que a família é um recurso humano e social incomparável, além de ser também uma grande benfeitora da humanidade. Ela favorece a integração de todas as gerações, dá amparo aos doentes e idosos, socorre os desempregados e pessoas portadoras de deficiência. Portanto têm o direito de ser valorizada e protegida pelo Estado.

É atribuição do Congresso Nacional propor e votar leis, cabendo ao governo garanti-las. Preocupa-nos ver os poderes constituídos ultrapassarem os limites de sua competência, como aconteceu com a recente decisão do Supremo Tribunal Federal. Não é a primeira vez que no Brasil acontecem conflitos dessa natureza que comprometem a ética na política.

A instituição familiar corresponde ao desígnio de Deus e é tão fundamental para a pessoa que o Senhor elevou o Matrimônio à dignidade de Sacramento. Assim, motivados pelo Documento de Aparecida, propomo-nos a renovar o nosso empenho por uma Pastoral Familiar intensa e vigorosa.

Jesus Cristo Ressuscitado, fonte de Vida e Senhor da história, que nasceu, cresceu e viveu na Sagrada Família de Nazaré, pela intercessão da Virgem Maria e de São José, seu esposo, ilumine o povo brasileiro e seus governantes no compromisso pela promoção e defesa da família.

Aparecida (SP), 11 de maio de 2011

Dom Geraldo Lyrio Rocha
Presidente da CNBB
Arcebispo de Mariana – MG

Dom Luiz Soares Vieira
Vice Presidente da CNBB
Arcebispo de Manaus – AM

Dom Dimas Lara Barbosa
Secretário Geral da CNBB
Arcebispo nomeado para Campo Grande – MS

Publicado por: vanuzacolombo | 29 de abril de 2011

3ª Peregrinação traz novidades!

Uma novidade nesta 3ª edição da Peregrinação Nacional da Família à Aparecida (SP) será a programação direcionada ao público jovem, enfocando diversos aspectosda vida e da vocação.

Durante todo o sábado, 29, serão realizados 4 encontros para que os jovens possam refletir e aproveitar a oportunidade da visita à Casa da Mãe Aparecida para abrir o coração e poder ouvir realmente o que Deus lhes diz.

É uma oportunidade única de sair da confusão e correria do cotidiano e desfrutar alguns momentos com Deus, com uma linguagem jovem.

A coordenação do evento pede às coordenações da Pastoral Familiar dos Regionais, principalmente os mais próximos (Sul-1, Sul-2, Leste-1 e Leste-2), que divulguem esses momentos para a juventude e tentem atrair mais jovens para participarem da 3ª Peregrinação.

Publicado por: vanuzacolombo | 25 de abril de 2011

Pastoral de Casais em Segunda União – Ibitinga SP

Pastoral de Casais em  Segunda União

de Ibitinga-SP

Paróquia Matriz Santa Tereza

Pe. Moacir

CARTA – CONVITE

Prezados Casais em Segunda União Estável

Paz e Bem,

Assunto: Encontro Paroquial Evangelizador

Nossa Paróquia, por meio de sua Pastoral Familiar, Setor Pastoral de Casais em Segunda União, promoverá, no dia 23 de Maio de 2011,  5° Encontro de Casais em Segunda União, no Salão Paroquial de nossa Matriz, com início às 20:00 horas e término previsto para às 21:45 horas, encerrando assim a acolhida deste ano.

Os objetivos do Encontro são:

1-     O acolhimento dos casais pela Igreja.

2-     O oferecimento de uma experiência de fé e vida comunitária.

3-     A formação de grupos, preferencialmente com o máximo de cinco casais, para sua inserção e participação na nossa comunidade paroquial.

A caminhada dos grupos é sempre acompanhada por um Casal Piloto, também em segunda união, já preparado para esta função de orientação e doação, dentro do que a condição de segunda união pode dentro da Palavra de Deus.

Em nossa secretaria também se encontra a FICHA DE INSCRIÇÂO, que poderá ser reproduzida na quantidade necessária para os casais interessados. Elas deverão ser preenchidas e devolvidas até 31 de Maio de 2011 na própria secretaria.


Publicado por: vanuzacolombo | 2 de abril de 2011

As duas dimensões da família

O casal que reza junto não se separa diante das dificuldades


São Paulo diz que os maridos devem amar as suas esposas. Você está disposto a amar a sua esposa a ponto de se entregar por ela?
É dogma de fé que a Igreja é santa, nunca podemos dizer que a instituição criada por Cristo tem pecado, pois os pecados são dos filhos dela [Igreja], os pecados são nossos. E por que a Igreja é santa? Porque Cristo entregou-se por ela na cruz, para que ela fosse sem mácula.
Pela mentira o demônio quer destruir os casamentos, quando se mente para o marido ou para a esposa, você está dando ocasião para o maligno.
A porta por onde o demônio entra tem nome, se chama pecado, por isso o casal não pode pecar.
Quando o casal está unido no amor de Deus, ninguém o separa. O amor é que une o casal, São Paulo diz que o amor é paciente, é bondoso, não busca os próprios interesses, não acaba nunca, só o amor faz com que perdoemos uns aos outros até mesmo quando um errou com o outro.
É preciso que nos alimentemos do amor de Deus. E isso vai acontecer onde? Na Igreja, na Eucaristia, na oração, pois o casal que reza junto não se separa diante das dificuldades, pois tem forças para superar todos os problemas.
A família tem duas dimensões: a primeira dimensão é o “casal” e a segunda, são os “filhos”. A família é sagrada, ela não foi instituída por homem, por um papa, mas por Deus. Deus Pai quis dar uma ajuda adequada ao homem, por isso, deu-lhe a mulher como vemos no livro do Gênesis. A mulher foi a última criação do Senhor, foi o ápice da criação.
O Todo-poderoso quis que, na raiz da família, houvesse uma aliança e por essa razão os casais hoje trazem uma aliança em suas mãos. O Papa João Paulo II pedia: “casais cristãos sejam para o mundo um sinal do amor de Deus”, de forma que – quando os demais os [casais] virem superando os problemas existentes no mundo – possam ver o amor de Deus.
O Criador deseja que, através do sacramento do matrimônio, homem e mulher sejam uma só carne, que sejam um só coração, uma só alma, um só espírito. Infelizmente, existem pessoas que estão casadas há anos, porém, ainda não parecem estar casadas.
Falo também aos jovens: se você brincar com seu namoro, você já está destruindo seu casamento, pois ele [namoro] é o alicerce para um casamento, é a preparação, a parte mais demorada, mais difícil. O Papa lá em Sidney, na Austrália, pede ao jovens que aceitem o desafio de viver na castidade, pois um casal só pode se unir e ter uma relação sexual após o casamento, que é o tempo propício para isso.
Jovens cristãos, está na hora de dar uma lição ao mundo. Na África, onde a AIDS mais acontece, em Uganda eles conseguiram baixar [a AIDS] de 26% para 5% a contaminação da população do país, pois o presidente católico fez uma campanha para que vivessem o sexo somente no casamento, tantos os jovens como os casais já casados.
Hoje estão colocando máquinas de camisinha nas escolas para que os jovens as usem; porém, eu digo: ensine seu filho a não fazer isso, pois eles devem aprender que seus corpos são um templo santo e não podem viver como o mundo ensina.
O remédio não é empurrar os jovens para o sexo fácil, mas sim, viver a castidade!
Veja também: “Os problemas que afetam as famílias”

Prof. Felipe Aquino

 

Publicado por: vanuzacolombo | 28 de março de 2011

Pastoral de Casais em Segunda União – Ibitinga SP

Pastoral de Casais em  Segunda União

de Ibitinga-SP

Paróquia Matriz Santa Tereza
Pe. Moacir

CARTA – CONVITE

Prezados Casais em Segunda União Estável

Paz e Bem,

Assunto: Encontro Paroquial Evangelizador

Nossa Paróquia, por meio de sua Pastoral Familiar, Setor Pastoral de Casais em Segunda União, promoverá, no dia 25 de Abril de 2011,  4° Encontro de Casais em Segunda União, no Salão Paroquial de nossa Matriz, com início às 20:00 horas e término previsto para às 21:45 horas.

Os objetivos do Encontro são:

1-     O acolhimento dos casais pela Igreja.

2-     O oferecimento de uma experiência de fé e vida comunitária.

3-     A formação de grupos, preferencialmente com o máximo de cinco casais, para sua inserção e participação na nossa comunidade paroquial.

A caminhada dos grupos é sempre acompanhada por um Casal Piloto, também em segunda união, já preparado para esta função de orientação e doação, dentro do que a condição de segunda união pode dentro da Palavra de Deus.

Em nossa secretaria também se encontra a FICHA DE INSCRIÇÂO, que poderá ser reproduzida na quantidade necessária para os casais interessados. Elas deverão ser preenchidas e devolvidas até 31 de Maio de 2011 na própria secretaria.

Casal Coordenador Responsável

 

Publicado por: vanuzacolombo | 28 de fevereiro de 2011

Participe da 3ª Peregrinação Nacional da Família!

Seguindo a mesma linha de trabalho dos anos anteriores (2009 e 2010), a equipe que prepara a 3ª Peregrinação Nacional da Família à Aparecida (SP), está tomando as últimas providências para que o evento seja ainda mais grandioso nas edições passadas. Comandada por pe. Bento, assessor da Comissão Nacional da Pastoral Familiar; Célia, coordenadora da Pastoral Familiar do Regional Sul-1 e ir. Ivonete, fsp, a equipe terminou de distribuir as tarefas para os grupos envolvidos nos trabalhos nos dias 28 e 29 de maio. Devem, também, fechar os derradeiros detalhes com a administração do Santuário Nacional.

Neste ano, a realização do 1º Simpósio das Famílias no sábado, 28, trará um momento de reflexão sobre temas importantes para a sociedade e, consequentemente, para as famílias. O simpósio será realizado no auditório que fica na Central dos Romeiros, no subsolo do Santuário Nacional, que tem capacidade pra 600 pessoas. Por ser um espaço reduzido, as inscrições tiveram que ser feitas antecipadamente e foi decidido que deveriam ser feitas através dos coordenadores da Pastoral Familiar dos 17 Regionais da CNBB (vide relação abaixo). Para verificar se ainda há vagas disponíveis, os interessados deverão entrar em contato com esses coordenadores. O acesso ao auditório será controlado por equipes da Pastoral Familiar e pela segurança do Santuário Nacional. Estuda-se a possibilidade da transmissão do evento pelo circuito fechado de TV da Basílica, ao menos na área do romeiros. O evento será gravado e seu conteúdo será disponibilizado pela Comissão Nacional de Pastoral Familiar posteriormente.

Outra diferença que será notada em 2011 é a alteração do horário da missa oficial da Peregrinação, que na primeira e segunda edições foi celebrada às 8 horas. Depois de ouvir a solicitação das coordenações de Pastoral Familiar de todo o país, a equipe organizadora decidiu, junto com dom Orlando Brandes, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, mudar o horário para as 10 horas. Porém, devido a questão técnica, a missa principal não poderá ser televisionada , sendo assim, quem não for a Aparecida somente poderá assistirá à missa das 8 horas pelas TVs católicas.

Para o domingo, 29, todas as missas já estão agendadas e espera-se que, nesta edição, a Pastoral Familiar consiga levar mais de 60 mil pessoas ao evento. A programação do 1º simpósio, bem como das missas do domingo já foi enviada às paróquias de todo o Brasil, junto ao cartaz de divulgação.

Regional Norte 1 – Carlos e Janeide – carlos.igara@vivax.com.br
Regional Norte 2 – Aírtone e Fátima – airton.fatima@click21.com.br
Regional Noroeste – Pedro e Jonaci – pdlfurtado@hotmail.com
Regional Nordeste 1 – Amorim e Rita – sad-ce@agricultura.gov.br
Regional Nordeste 2 – Henrique e Márcia – jhcalado@yahoo.com.br
Regional Nordeste 3 – Jairo e Célia – jargileu@bol.com.br
Regional Nordeste 4 – Celestino e Eva – celestino.barros@uol.com.br
Regional Nordeste 5 – Abimael e Lúcia – mluciajesus@bol.com.br
Regional Centro-Oeste – Leo e Dóris – mdorism@bol.com.br
Regional Oeste 1 – Adroaldo e Paixão – familiainacioamaral@hotmail.com
Regional Oeste 2 – Roque e Verônica – rlrhoden@hotmail.com
Regional Leste 1 – Aloísio e Ilza – aloisio.ilza@gmail.com
Regional Leste 2 – Júlio e Marília – juliomariliapf@gmail.com
Regional Sul 1 – Célia – e-mails pelo contato do nosso site.
Regional Sul 2 – Paulo e Clarice – paulords@terra.com.br
Regional Sul 3 – Irineu e Tereza – terezacamponogara@terra.com.br
Regional Sul 4 – Volnei e Marivone – volnei.exter@gmail.com

 

Older Posts »

Categorias